Lomba & Malainho: “A Noite é um mundo cão”

Frontais e polémicos, amados por muitos e odiados por outros tantos, Ricardo Lomba e Alexandre Malainho não passam despercebidos a ninguém, nem mesmo aos que se afirmam indiferentes ao seu trabalho. A marca M&L é apontada como aquela que já quebrou alguns paradigmas na noite. Do rigor da organização ao glamour em cada detalhe, as festas organizadas pela M&L são o espelho dos seus autores.

 

Badio: Como vêem esta parceria em prol do glamour, beleza, classe e criatividade ?
M&L: Essencialmente isso tudo. Na M&L é mesmo o que queremos… o facto de estarmos há já muito tempo na noite, percebemos muito bem o que está mal e precisa de ser corrigido, mas o glamour e classe são os pontos essenciais para sair à noite, e a maior parte das pessoas não entende que a nossa imagem fala por nós.
As pessoas precisam de muita informação para irem mudando consoante as noites em que se sai, e nós, na M&L primamos por esses adjectivos que realçamos no início desta conversa.

Badio: São ambos homens que não descuram a aparência e têm muito cuidado com a imagem. E no trabalho? Qual o vosso estilo de organização?
M&L: Nós tentamos marcar uma diferença como agência desde o início desta parceria, em que o estilo era criar um conceito que tivesse a nossa marca, criar uma forma de evento completamente diferente do que se tem feito nos últimos anos, e penso que cada vez mais as agências que existem aparecem muito coladas umas nas outras com um estilo pouco próprio. Trazer Dj’s à casa não implica necessariamente que se tenha a casa cheia, é essa mentalidade que nós estamos a tentar mudar, avançando com festas temáticas inovadoras.
Somos ainda recentes, mas temos uma marca já bem cimentada entre Braga, Famalicão, Valença e Viana, e sendo um projecto a longo prazo temos já novas ideias e projectos em cima da mesa prontos para serem postos á prova, sempre com o nosso carimbo.

Badio: Trabalhar na noite, implica lidar com mentalidades muito diferentes. O que é necessário para conseguir organizar um evento que seja um sucesso?
M&L: Há sempre mentalidades a serem limadas, mas como deves imaginar já trabalhamos na noite há muitos anos, conhecemos muito bem as pessoas e as casas, e todas elas tem características que as distinguem, ainda assim seleccionamos muito bem os espaços onde vamos trabalhar.

Alexandre Malainho

“A imagem é como a personalidade, tem que vir de dentro”

Badio: Torna-se cada vez mais visível que a preparação que fazem em cada festa, tentam sempre roçar a perfeição…acham que ainda há falta de coerência e bom gosto, principalmente aqui na zona Norte?
M&L: Sim, bastante (já abanava a cabeça enquanto perguntavas)…Hoje em dia há de tudo, mas a falta de gosto ainda é muito visível na nossa grande aldeia.
Mas nós somos alternativos, adaptamos-mos muito bem a tudo em que nos envolvemos, desde que exista bom gosto . (nós também vestimos uma t-shirt e calçamos uns ténis ).
Badio: Alexandre, tu és um fashion adviser , uma actividade cada vez mais na moda. Em Braga vês alguma receptividade para esta área, ou continuamos muito cinzentos?
M&L (Alexandre) : Sem dúvida, acho essa preocupação vem mais da parte feminina, e Braga é sem dúvida uma das cidades onde as pessoas melhor se vestem , e eu como estou na área há tantos anos vejo uma melhoria muito gradual também no mundo masculino .

Badio : A propósito disso, não acham que numa cidade tão dominada pela igreja , os homens são crucificados por serem tão ou mais vaidosos que elas?
M&L: Vou ser um pouco forte no que vou dizer, porque nós somos sem dúvida dois homens que nos gostamos de arranjar, e que temos cuidado com a apresentação , e já passamos por muitas coisas nesta cidade , desde gays, a ridiculamente arrogantes, insuportáveis, mas isso para nós é –nos completamente indiferente,  lidando muito bem com o maldizer , porque, sinceramente não é o que as pessoas falam sobre nós que molda a nossa personalidade.
Este tipo de ideia tacanha que as pessoas têm, só mostra que esta cidade não passa de uma grande aldeia que ainda tem muito a mudar , porque sim… somos odiados, somos mal falados , mas só é feito por quem não nos conhece, porque depois de falarem connosco percebem que somos pessoas normais e é aí que nós ganhamos pontos.
Badio : (Alexandre) ( Não vale a pena dizeres que é quem vês diariamente ao espelho). Há alguém em Braga que seja uma referência de bom gosto ?
M&L: Sim , temos várias pessoas, mas sem dúvida a personalidade faz muito da pessoa, e não é por calçarem ténis e jeans que deixam de ter boa imagem. A imagem é como a personalidade, tem que vir de dentro. A Ana, da Caxuxa e a Gabriela, da Boneca são dois bons exemplos de estilo.

Badio: Tal como o Alexandre, o Ricardo tem o seu próprio negócio… com as dificuldades financeiras que têm surgido, achas que as pessoas têm descurado a imagem dos seus cabelos ?

Ricardo Lomba

“É preciso educar o bom gosto dos clientes”

M&L: (Ricardo) : Penso que não, mas penso que a classe média alta , que é o meu público, não tem desaparecido (e ainda bem). Neste momento estou a trabalhar para uma marca Italiana, sou formador técnico e temos neste momento 890 salões em Portugal , e pelo feedback que tenho dos meus colegas, todos eles trabalham regularmente muito bem , por isso posso dizer com firmeza que as pessoas que por mim passam são pessoas que se preocupam muito com a imagem e isso é uma mais valia a todos os níveis, quer pessoal quer profissional.

Badio: Tem-se notado uma epidemia entre os adolescentes , a vestirem quase todos da mesma maneira. Que consequência pode ter isso na sua vida pessoal ou mesmo profissional futuramente?
M&L: Acho que eles vão perceber isso mais tarde, Braga é uma cidade que vive muito de modas ,basta um comprar um camisola que logo a seguir vão comprar meia dúzia, mas isso será temporário (espero eu) , e eles vão perceber e mudar.
O grande problema é que em braga não temos bons profissionais atrás de um balcão, temos pessoas formadas que precisam de ganhar dinheiro e que não estão à vontade numa loja. É preciso conseguir ir educando o bom gosto dos clientes, e enquanto não quiserem pagar a bons profissionais para estarem dentro de um espaço comercial isso nunca vai mudar.
Badio: Quais são os projectos a médio prazo da M&L ?
M&L: Bem…temos sempre novas ideia a surgir e a borbulhar , mas queremos sempre marcar a diferença. Para o Verão estamos ligamos a uma casa que é a Fiori em Viana do Castelo, com quem já temos trabalhado há uns meses e queremos continuar a marcar a nossa presença , mas sempre com uma linha muito recta, e tal como salientamos, não aceitamos qualquer casa para trabalhar. Temos três festas que estamos agora a realizar e que queremos que fiquem na memória de todos.

Badio :Há muitas rasteiras na noite?
M&L: A noite é um mundo cão, a concorrência torna-se desleal muitas vezes, mas nós temos uma postura muito própria e mostramos sempre aos nosso colaboradores o máximo de sinceridade , e a nossa vasta experiência consegue a maior parte das vezes falar por si e já são portas que se abrem para nós , porque quem nos conhece sabe como trabalhamos.
Badio: Os bracarenses criticam muito o que se faz por cá, acham que tem razão?

Ricardo Lomba e Alexandre Malainho
M&L: Há sempre coisas a criticar, mas nós comparando com outras cidades estamos muito bem, embora há quem ande sempre com a faca na mão a querer espetar em alguém. Infelizmente ainda falta essa camaradagem entre algumas casas, e é pena porque assim crescíamos todos.

Badio: Há espaços fantásticos em Braga e mal aproveitados, há algum que se destaque e acham que é uma prioridade mudar?

M&L: Sim , há pouco ainda comentavamos que o GNRation é um espaço magnifico, e agora vamos inverter o papel e eu vou te perguntar a ti …O que se passa lá dentro?
Badio : Bem…nada.
M&L: Pronto! cá está a resposta a todos os bracarenses que acham que temos ali algo com muito valor mas ao que consta, houve uma péssima gestão que agora está a vir ao de cima deixando muitos porquês no ar.
Badio: Era parva se não aproveitasse para perguntar, tenho um fashion adviser e um cabeleireiro de topo, lembrem-se que sou eu que vou editar esta entrevista e que qualquer palavra pode ser usada contra vocês. Ora cá vai…Eu podia ser uma promotora da M&l?
M&L: (Risos) Claro que sim …


Be first to comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.