Herman José:” Nunca estou à espera que Portugal, pequenino como é, consiga grandes feitos”

Herman José veio até Braga e encontrou-se com a Badio. Este, que é o maior humorista de sempre foi ele próprio, e como não podia deixar de ser, a gargalhada foi uma constante enquanto nos respondia a umas certas questões badias.
Começou por nos enxovalhar ao dizer que eramos vaidosos e pindéricos por querermos ter um Magazine Cultural, mas isso para herman jose em Braga Badio Magazine 05nós soou como um grande elogio, porque aceitar ser um badio por minutos mostra o quanto vale a pena sermos vaidosos.
Badio: Herman, porque decidiu aceitar este convite para vir a Braga?
Herman: Eu estou imensas vezes em Braga em trabalho e volto já dia 22 ao Theatro Circo com o meu conjunto. Braga é uma cidade muito festiva, as pessoas gostam imenso de festa que é muito bom sinal. Isto já é histórico, sempre foi assim, quando comecei a minha carreira, Braga foi a segunda cidade do país onde actuei.
Badio: Portugal está a passar por uma crise que está a afectar entre outras coisas a cultura. O que podemos nós, portugueses fazer para tentar mudar isso?
Herman: A falta de dinheiro afecta tudo, mas devemos sempre fazer um esforço para não deixar a cultura morrer porque são importantíssimos todos os aspectos culturais, desde os mais simples aos mais complicados. Este tipo de eventos é também uma maneira de reagir a esse sufoco financeiro.
Badio: Vai actuar num palco montado a contar com a participação portuguesa, que acabou por ser eliminada mais cedo do que desejávamos. Qual é o sentimento?
Herman: Para mim não foi uma surpresa, eu nunca estou à espera que Portugal, pequenino como é, consiga grandes feitos. Há sempre a esperança, mas eu pessoalmente não fiquei muito espantado com esta eliminação.

herman jose em Braga Badio Magazine 03

 

Badio : Obrigado Herman.

Herman: Obrigada eu, seus badios vaidosos .

 

 

 

BI

Prato :Lulas recheadas com carne com puré de batata
Música preferida: “alfie” de Burt Bacharach
Lema de Vida : Vive e deixa viver


Be first to comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.