EGGBOX – O Sopro Insaciável de Maturidade

Os EGGBOX, lançam o seu primeiro longa duração LALEIA, dia 23 de Março de 2015! Entretanto, o público de Braga pode já no dia 22 obter o álbum, em pré-venda, na Fnac de Braga, onde acontecerá um Showcase pelas 17h.

EGGBOX1Desde 2009 que esta banda trabalha, de forma incansável, por um merecido lugar no panorama musical nacional e internacional. Depois de uma audição do single – SHARP – percebe-se que falar em sair além fronteiras não é de todo descabido.

Desde cedo mostraram que o desenho das suas estruturas musicais era irrepreensível, contudo, num segmento artístico onde a concorrência é voraz e o airplay nunca é um dado adquirido, foi na estrada que amealharam uma legião de fiéis seguidores.

Lançado o seu primeiro EP – BLOCKED – em 2012, estava dado o primeiro passo para uma sedimentação corajosa, sublinhe-se, de estilo. Nesse mesmo ano, foram convidados a participar no, já clássico, “À Sombra de Deus”, compilação famigerada de bandas emergentes da cidade Augusta encabeçada pelos não menos conhecidos Adolfo Luxúria Canibal e Miguel Pedro da banda padroeira da cidade Mão Morta.

 

Laleia_CoverLALEIA e o seu single SHARP são uma verdadeira hecatombe de qualidade musical, onde a banda grava de forma navalhar uma maturidade atingida graças a anos de trabalho. Este sopro, arquitecto de momentos de bem-estar auricular, tem como leme a voz de Artur Luso, que surge aqui num registo completamente integrado com a brilhante estrutura instrumental que alicerça a banda.

Pelas próprias palavras da banda, acerca de LALEIA “Os ventos sopram em direcção a “LALEIA” o primeira longa duração dos -EGGBOX-. Por entre o cinzento das sombras a luz rasga tímida e intensa, pelos recantos da noite ou banhados pelo fogo dos dias a banda Bracarense segue caminho como uma locomotiva insaciável.

 

 

Quem são?

Artur Luso – Vocals

André Oliveira – Drums

Vitor Esteves – Electric Guitar/Beat Programmer/Producer

Pedro Fernandes – Guitar

Alberto Lima – Bass

 


1 Comment

  • Responder Março 19, 2015

    Patrick Rocha

    Sucesso mais que merecido 🙂 Os elementos desta Banda transpiram música e vê-los trabalhar neste contexto é fabuloso!

Leave a Reply