Um Theatro que é um espectáculo

O caminho até Agosto tende a ser demorado, mas quando lá chegamos, é um desassossego sossegado. Os 31 dias em que nos permitimos ser ainda mais felizes, são recheados de coisas bonitas. Nesta altura do ano, o verbo mais conjugado é o verbo ir. Declinado das maneiras que apetecer. Neste mês leve que é o de Agosto.

Para os mais novos, as promessas mantêm-se. Um mês gigante e com um calendário cheio de coisas possíveis. Daquela iniciativa que é impossível não se sentirem imersos na beleza que é o Theatro Circo. E é uma aprendizagem, a que se vive ali.

Arrancaram as oficinas de Verão do lugar mais acolhedor do mundo. E sim. Tudo é possível fazer num espaço que se molda a todos os que por lá querem passar. Ontem o Oficina foi de Estuque, a seguir, dia 9 de Agosto “Publicidade Animada” que passa pela criação de uma capa de cd e um cartaz para um concerto inventado por cada criança, tendo o Theatro sempre por trás de cada imagem. Dia 16 chega a “Transformação de Mobiliário”, uma oficina que tem como base cadeiras de madeira, onde a decoração das mesmas partirá da imaginação das crianças, mas sempre com imagens do Theatro como pano de fundo à pintura de mobiliário. Como o brilho é algo que está infinitamente ligado à sala mais bonita do país, a joalharia não poderia ficar de fora destas oficinas e o dia 23 recebe “Joalharia no Theatro”, onde as peças de joalharia criadas pelas crianças serão inspiradas em pormenores daquele que conta já com 1 século de vida.

O mês não poderia fechar da melhor maneira possível, “Fotografar o Theatro” é a oficina escolhida para o dia 30 de Agosto e aquela onde as imagens ficarão retidas não só na lente mas na memória de cada uma das crianças que, durante o dia irão fotografar os recantos do Theatro numa experimentação de impressão analógica básica.

Creio que dá para perceber que eles vão adorar este sítio. A aprendizagem em si. E tanto, tanto os dias que lá irão passar.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Be first to comment