Theatro Circo: a casa dos campeões

Um dos desafios a que o Município se propôs foi dar destaque a quem merece. Isso é ser persistente naquela que é a narrativa de quem comanda a cidade diariamente. A Gala do Desporto faz sentido. É singular e trabalha as memórias muitas vezes esquecidas dos que são e foram heróis no mundo do desporto.

É nesse exercício mútuo que esta III Gala se destaca. É com pessoas e por pessoas que este momento já faz parte do calendário feliz da cidade. É esse o espirito. De união. De vontades. Ligam-se, harmonizam-se, fazem sentido.

ricardo-rioPara Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, o Desporto “tem um papel cada vez mais importante na sociedade Bracarense, sendo cada vez mais os agentes desportivos que elevam o nome de Braga ao mais alto nível, contribuindo para que sejamos conhecidos como uma Cidade de Campeões. Braga tem sido palco de inúmeros eventos desportivos que demonstram a nossa capacidade para acolher e organizar grandes provas de nível nacional e internacional”, refere o Autarca.

É este o caminho. A lógica é esta. O agradecimento à antiga. Numa sala de luxo, com todo o respeito merecido. Num palco que carrega sinais felizes das tantas pessoas e talento que por ali já passaram neste século.

O júri desta terceira Gala do Desporto atribuiu o prémio de melhor árbitro a Andreia Sousa, da Associação de Futebol de Braga, enquanto Carlos Resende (ABC/UMinho) venceu na categoria de melhor treinador. O prémio de melhor dirigente desportivo foi atribuído João Luís Nogueira, também do ABC/UMinho, equipa que recebeu, ainda, o prémio de Mérito e Excelência.

Os Bracarenses também foram chamados a participar nesta III Gala do Desporto, para eleger o melhor evento desportivo do ano. Através de uma votação online, o Campeonato do Mundo de Rope Skipping foi a prova vencedora, numa categoria que integrava, ainda, a Rampa da Falperra, a Meia Maratona de Braga, o Campeonato Mundial Universitário de Karaté e a Volta a Portugal em Bicicleta.

Os títulos nacionais e internacionais alcançados pelos clubes e atletas também foram reconhecidos pelo Município de Braga, numa Gala que se revelou transversal a todas as modalidades. Do desporto adaptado, à Dança desportiva, passando pelo ténis, futebol, karaté, andebol ou atletismo, foram centenas de atletas distinguidos pelas suas conquistas.

 

gala-desporto-001

Tratar as pessoas e a vida que dedicaram ao desporto com uma medalha de gratidão é, não só a vontade de um Município, mas de toda uma cidade que acredita que o seu nome chega tantas vezes mais além através deles.

 


Be first to comment