SEMIBREVE: Festival de música electrónica arranca hoje

O «Festival Semibreve», evento obrigatório no panorama da música electrónica nacional e internacional, regressa hoje, 09 de Outubro, com a inauguração da exposição «SEMIBREVE», composta por instalações concebidas por alunos do Engage Lab (Universidade do Minho), Universidade Católica Portuguesa e Universidade do Porto, bem como a instalação XNX da Soniclab. Patente no GNRation até o dia 31 de Outubro, a exposição encerra pelas 22h, com uma performance da artista polaca Anna Zaradny. A entrada é livre.

annazaradny

Anna Zaradny

A partir de Sexta-feira, 10 de Outubro, e até Domingo, dia 12, o Theatro Circo torna a acolher o ciclo de concertos composto por nomes como Karen Gwyer + Maria Mónica, @C, Roll The Dice, Pierce Warnecke, Patten, Thomas Ankersmit, Demdike Stare, Sensate Focus, Miles, “Braga, Over And Out!” By Lukatoyboy, Ryoichi Kurokawa e Plaid.

As figuras consagradas da música electrónica juntam-se em Braga a nomes emergentes, para um total de treze concertos. O festival é ainda composto por um workshop e doze instalações artísticas.

O ainda jovem «Festival Semibreve» afirma-se hoje, após três edições, como um evento obrigatório no panorama da música electrónica nacional e internacional, tendo já acolhido em Braga artistas de renome da actualidade electrónica, assim como a vanguarda das artes digitais produzidas pela Universidade do Minho.

A fusão inesperada entre a formalidade e imponência do Theatro Circo, o vanguardismo artístico e a alta afluência de público levou a publicação inglesa Dazed and Confused a incluir o «Festival Semibreve» na lista dos “26 festivais mais interessantes do mundo”.

Para mais informações sobre a programação completa e horários do festival Semibreve, visite: http://www.festivalsemibreve.com/pt-pt/horarios

Os bilhetes para os três dias do festival estão disponíveis na bilheteira do Theatro Circo e também online: http://www.festivalsemibreve.com/pt-pt/bilhetes


Be first to comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.