Pelo autismo todos os passos contam…

Quando se escreve sobre solidariedade o sentimento é sempre o mesmo. É, e tem que ser simples. Bonito. É por ser tão importante, que devemos dar a conhecer que dentro do nosso espaço geográfico existem coisas boas. Daí, escrever sobre a AIA (Associação para a Inclusão e Apoio ao Autista), é um privilégio. É libertador e inspirador perceber os esforços feitos em prol da inclusão destes seres humanos. Trata-se de uma conjugação de factores e pessoas que transformam a sua união numa força maior.
Esta manhã de sol foi aproveitada não só para a presentar a 6ª caminhada pela AIA, como também  para aquecer a vontade de todos os presentes.
gnration 01
Ricardo Rio, Presidente do Município de Braga é louvável o esforço que esta associação vem fazendo ao longo dos anos. ” Esta mesa que hoje temos perante nós é sem dúvida alguma um retrato de como uma sociedade deveria funcionar. A AIA, é um exemplo de como não baixar os braços, mostrando um esforço continuo a cada iniciativa a que se propõem fazer.” salientou o edil.
O Autarca congratulou-se ainda com o apoio dos patrocinadores, que assumem a sua responsabilidade social, e de Rosa Mota que este ano dá a cara por este projecto. “A estes juntam-se duas entidades públicas, a PSP, que tem sido um parceiro importantíssimo nesta e noutras iniciativas, e o Município que surge como agente facilitador, dando as condições de organização e promoção para que o evento ganhe a visibilidade desejada”, acrescentou.
Para Ana Leite, Presidente da Associação o apoio dos bracarenses tem sido crucial nesta caminhada  para ajudar a AIA ” Para além da Câmara Municipal e de outras entidades, agradeço aos Bracarenses todo o apoio que vêm dado à nossa associação, sem eles nada disto seria possível . É fundamental o seu apoio para a nossa sobrevivência e sustentabilidade”.
Ter a liberdade de lutar pelo que se acredita é, antes de tudo o resto um acto de coragem e vontade. Se tudo correr pelo melhor, serão vários os jovens que poderão usufruir de um CAO na antiga escola de Palmeira. É neste lugar que, depois de muito esforço, um dia poderão partilhar e descrever memórias únicas que lá viverão. É assim. Assim está escrito, por muito difícil que seja.
 gnration 02Rosa Mota, já há anos andava a ser namorada pela AIA para apadrinhar esta caminhada, e este ano conseguiu dar a sua mão, neste caso as suas pernas para estar lado a lado com todos os que no dia 3 de Abril se quiserem juntar a esta causa. “Tenho uma relação muito forte com a AIA e finalmente este ano consegui estar presente para apoiar esta iniciativa que a mim me diz muito”.
 Esta Caminhada de Solidariedade – Autismo um passo pela Inclusão é apenas mais um, dos vários projectos que estão sempre em cima da mesa de todos aqueles que vêm na inclusão um mundo melhor. Quando os bons e sinceros ingredientes são moldados com respeito e honestidade, as boas coisas acontecem como por magia.
Este é um convite irrecusável. Um convite subliminar para prolongar coisas boas. E o mais importante: a solidariedade. Esse é o ponto.

Be first to comment