Órgão de S. Vitor carrega 200 anos de história

Numa tarde de Domingo, a meio do mês de Maio, fomos  ouvi-lo a tocar. O órgão da Igreja de S. Vitor renasceu depois das suas obras de restauração há muito esperadas pela cidade. É Incrível como o tempo passa, afinal e apesar de tudo. É tradição, vida e despertar  não só de um órgão mas de um novo acreditar. Perceber que, apesar de ainda existir tanto para fazer, já muito foi feito. E bem. Por isso, a longevidade e renovação deste instrumento que carrega em si mais de duzentos anos de história é-nos significativa.

orgao s vitor 04
Até podíamos falar sobre as coordenadas geográficas. No coração da cidade, o lugar especial onde ele se quis instalar mas não interessa. O seu som e a sua história, alcançam muito para além dos metros que o rodeiam. Alcançam um povo, uma cidade que prefere manter o que realmente lhe pertence.
Para Ricardo Rio, a recuperação do órgão de S. Victor constitui uma “mais-valia para o património do Concelho, e para além de conseguir recuperar um instrumento com 200 anos, a Paróquia fez um extraordinário trabalho de mobilização e captação de apoios para o seu projecto durante a primeira edição do Orçamento Participativo”, frisou o Edil.
Braga continua a ser uma cidade especial, ao valorizar o que é seu. É-o em muitos capítulos. Mas no valor da tradição, muito em particular. Quando uma cidade, um lugar, se tornam numa geografia tão afectiva, são muitos os que voltam, e quando vão, levam com eles um bocadinho do que é nosso.

Be first to comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.