Obrigado, Artur Pastor. Por tudo

Na memória. Nessa atribulada memória que pertence a uma cidade que se entranha em todos os que por cá passam. Um homem que se deixou encantar pelas nossas gentes. Que caminhou entre os seus mundos e as suas vidas. Homens e mulheres que o atraíram. Que fizeram com que Artur quisesse que os seus rostos e as suas vidas ficassem para sempre, não apenas na memória mas nas imagens que ontem foram apresentadas a todos os que quiserem conhecer toda a paixão que Artur Pastor dedicou à cidade de Braga.
 Uma iniciativa da Câmara Municipal de Braga, em parceria com o Núcleo Fotográfico do Arquivo Municipal de Lisboa, instituição à qual pertence o espólio e que agora pode ser visitada na Casa dos Crivos e no Museu da Imagem.
 Somos gratos por tudo o que hoje nos oferece. E quanto mais depressa chegarem a essa conclusão, mais depressa saberão apreciar as imagens únicas que até 17 de Setembro estarão patentes nos dois museus.
O mês de Agosto arrancou rico em memórias. Um mês de Agosto que apetece…
artur pastor
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Be first to comment