Mimarte arranca de vento em popa com “Balada do Velho Marinheiro”

O Mimarte regressou ao ontem ao Rossio da Sé e o público não faltou à chamada, preenchendo a nova bancada, aumentada nesta edição para receber ainda mais espectadores. Com o palco transformado em embarcação, a companhia Teatro do Mar encantou os presentes com “A Balada do Velho Marinheiro”, uma peça inspirada na obra “The Rime of the Ancient Mariner”, do poeta inglês Samuel Taylor Coleridge. Em palco, os actores contam a história de um marinheiro amaldiçoado pelo gesto insensato de ter morto um albatroz que ajudou a tripulação a vencer uma tempestade.

Share on Facebook139Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Be first to comment