II Edição do Festival da Guitarra arranca amanhã

Foi hoje apresentado, dia 23 de Fevereiro, no Conservatório Calouste Gulbenkian, o «II Festival de Guitarra de Braga», uma iniciativa cultural resultante de uma parceria entre a Câmara Municipal de Braga e o Conservatório Gulbenkian. Com arranque marcado para 25 de Fevereiro, o festival prolongar-se-á até ao dia 29 de Março e contempla seis concertos, masterclasses e um workshop.
festival-guitarra-braga 01Segundo Lídia Dias, Vereadora da Cultura, este é um evento que tem como objectivo fundamental a divulgação de um instrumento musical que se destaca no âmbito da expressão musical, assim como contribuir para a formação musical dos alunos do Conservatório Calouste Gulbenkian. “Esta iniciativa orgulha-nos bastante e vai de encontro à grande tradição Bracarense na produção e divulgação dos instrumentos de corda. Braga é a pátria da viola braguesa e do cavaquinho e aqui continuam a laborar inúmeros ofícios ligados à produção de cordofones”, lembrou.
Face ao ´enorme sucesso´ da primeira edição do Festival, que contou com uma ´excelente adesão do público´, o Município reforçou a comparticipação financeira, bem como o apoio logístico, concretizado na cedência do Theatro Circo para acolher o concerto de encerramento e ao nível dos suportes de comunicação e alojamentos. Tudo com a finalidade de potenciar a programação e incrementar novas dinâmicas no Festival.
“A acção cultural do Município tem tido na dimensão musical uma das suas apostas fundamentais. Nesse sentido, procurámos promover uma oferta alargada de iniciativas, bem como a cooperação com instituições cuja missão cultural é relevante para o Concelho”, afirmou Lídia Dias, garantindo que o Município pretende que este seja um Festival que tenha continuidade no futuro, num caminho ascendente que ´alie sempre a qualidade à componente formativa´.

vitor gandarela festival guitarra Braga
Por seu turno, Vítor Gandarela, director artístico do Festival, sublinhou que este é um evento diferenciador e que procura adequar os espectáculos musicais aos melhores cenários para os acolher. “Tivemos uma grande preocupação com os espaços onde se vão realizar os concertos, de modo a que se crie um clima propício à aproximação entre as pessoas e a música, quebrando alguns formalismos típicos da música erudita”, afirmou.al

 

 

 

 

 

Programa do Festival:


Be first to comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.