Folclore do mundo vestiu de cor a Avenida Central

Naquele perímetro entre Braga e o mundo, o que fazemos é procurar coisas valiosas que sempre nos acrescentem algo. Vasculhamos pequenas coisas onde a matriz seja a cultura, as suas tradições. Até que encontramos. E paramos porque é assim que se faz. No perímetro ente Braga e o mundo existe uma concentração de cores e de ritmos. Vive-se num aglomerado maravilhoso de gente. Gente que atravessa fronteiras por uma paixão. Secreta ou não. A paixão pela dança. Por algum motivo o FIF é daquelas iniciativas onde reiteradamente todos devem ir. E fica neste perímetro tão bonito entre Braga e o mundo.

Por tudo isto, o FIF é todo ele um mundo em cima de um palco. Pela alegria. Pelo bailar. Pelos sorrisos e pelos trajes. O Festival Internacional de Folclore é todo ele um perímetro que nos envolve o peito.

 

Share on Facebook130Tweet about this on TwitterShare on Google+0

2 Comments

  • Responder Julho 24, 2017

    Eduarda Filipa

    Estas imagens estão lindas, lindas, lindas. Parabéns!!!

    • Luis Vieira
      Responder Julho 26, 2017

      Luis Vieira

      Obrigado, Eduarda 🙂

Leave a Reply