“Feira à moda Antiga” renasce em Braga

A «Feira à Moda Antiga», tipicamente minhota, é recuperada, a partir de hoje, 02 de Outubro, pelo Município de Braga, estando patente ao público, no Campo da Vinha, até dia 05 de Outubro.

A par do «Cortejo Etnográfico», que irá desfilar pelas ruas da cidade no próximo Domingo, a feira é, de acordo com Ricardo Rio, “o reavivar das tradições e um elo de ligação com a história da nossa cidade”.

feira 1

Em visita à instalação, localizada no Campo da Vinha, o presidente da Câmara Municipal de Braga salientou a importância da agricultura e do artesanato no tecido económico do Concelho. “Sendo Braga uma cidade que queremos continuamente afirmar como cosmopolita e urbana, não podemos esquecer que, ainda assim, mantém viva uma marca rural muito abrangente, ligada às tradições, e ao artesanato, que são sectores muito relevantes do ponto de vista económico, quer em termos de emprego, quer em termos de geração de rendimentos para muitas famílias”.

feira 2

 

Para o Autarca, trazer para o centro da cidade um sector de actividade dessa importância passa pela necessidade de valorizar esse mesmosector, e de lhe dar visibilidade e contacto com a população. Entre os oitenta expositores presentes na feira, encontram-se também vendedores do Mercado Municipal. “O nosso objectivo é que os visitantes da «Feira à Moda Antiga» sintam as vantagens de ir ao Mercado Municipal. Aquilo que se vai ver aqui, em exposição, nestes dias, são produtos que durante todo o ano estão à venda no Mercado Municipal”, acrescentou Ricardo Rio.

feira 5

Para além da vertente económica, a «Feira à Moda antiga» incorpora uma forte vertente pedagógica. Ao trazer até esta instalação, por intermédio da Quinta Pedagógica de Braga, cerca de 150 crianças de diversas escolas do Concelho. Os Bracarenses de tenra idade juntam-se à «Semana do Mundo Rural» para a anual Desfolhada, organizada pela Quinta mas, desta vez, no Campo da Vinha. “Vimos nesta iniciativa uma forma de sensibilizar os jovens Bracarenses para a realidade do Concelho”, referiu Ricardo Rio.

O Edil assinalou, ainda, o objectivo do Município de Braga de, através de eventos como a feira em apreço, corporizar a reanimação dos espaços centrais da cidade. “Aqui no Campo da Vinha procuramos ter, além dos expositores, animações e iniciativas que, desde hoje e até ao fim de semana, vão trazer outra vida para este espaço, e vão atrair para o centro da cidade muitas pessoas”, concluiu.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Be first to comment