“De Amore” de Armando Silva Carvalho vence grande prémio da literatura dst

“A Portugal faz falta poesia” já dizia Vasco Souto Moura. Foi com esta frase que José Teixeira, director da empresa dst arrancou o seu discurso, na noite em que se premiou pela décima nona vez  o que de melhor se faz em território nacional.de amore

“De Amore” , do poeta Armando da Siva Carvalho foi o que se fez notar  pela diferença com esta obra dedicada à poesia, e que assim arrecadou o prémio de 15 mil euros, entregue ontem no palco do Theatro Circo, pelas mãos da matriarca da família Teixeira.

O júri foi representado pelo professor e escritor José Manuel Mendes que não poupou elogios ao convidado, nas suas breves palavras ao público.

lidia dias

A presença e o discurso da vereadora da cultura  Lídia Dias foi também um ponto alto da noite, onde mostrou a sua emoção em devolver a feira do livro ao coração de Braga, cidade por quem diz ter um sentimento de enorme gratidão.

A noite terminou com a actuação dos “Osso vaidoso”, banda de Ana Deus e Alexandre Soares (ex Três Tristes Tigres e GNR ).  As sonoridades são secas e as palavras proferidas soam como facas pois conseguem cortar o ar que respiramos.

E foi sem ar que o Theatro Circo terminou a sua noite entre poesia e música.


Be first to comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.