Chuva de estrelas na II Legião de Ouro

Num tempo em que a glória vai abraçando o clube da cidade dos arcebispos, ergue-se perante uma noite fria a II Gala Legião de Ouro. Em tempos outrora mais difíceis foram sempre as pessoas que importaram. Os que arregaçaram as mangas e garantiram a toda uma legião que tudo iria passar. A esses, aos que fazem o pino e os mortais por uma equipa, hoje foi o dia de lhes agradecer. Agradecer a ambição. Garra. Vontade e coragem. Agradecer os tempos cheios de vitórias. Os dois lados da moeda. O do dar e de receber.

O Sc Braga tem um brilho especial. Aquela gradação que foi crescendo devagar, sem grandes pressas. Sem Ilusões. Sem Altivez. O Sc Braga fez o seu caminho pedra sobre pedra. Guardou-as todas. Hoje, tem um castelo. É isso. Um lugar onde quem por lá passa se sente especial. Torna-se especial. Para o clube e para as suas gentes. Um clube com um mapa interior bem delineado.  Um mapa interior que brilha do lado de fora.

O primeiro mês deste ano que ainda agora começou e arranca assim. Com luzes. Com agradecimentos e aplausos fora de um relvado que tantas vezes é injusto. Derrotas. Suor que não chega para o grito do desespero tantas vezes incompreendido. Porque neste primeiro mês do ano caiu o diae ligaram-se as luzes. Ergueram-se as vozes e ouviram-se aplausos para uma verdadeira legião de ouro…


Be first to comment