Braga é Cidade Criativa da Unesco na área das Media Arts

Nada de grandioso se faz sem entusiasmo. E quando uma equipa dedicada aplica o seu talento, esforço e profissionalismo  em algo em que acredita, os resultados surgem naturalmente. Poderia assim resumir-se aquele que tem sido um trabalho contínuo, feito longe dos holofotes e com a resiliência necessária para abraçar um projecto deste calibre. A candidatura de Braga a cidade criativa da Unesco na categoria das Media Arts, cimentada numa ligação umbilical entre a arte e tecnologia que faz parte da identidade de Braga acaba de ser  anunciada hoje e representa um passo de gigante na afirmação desta identidade e no catapultar da cidade para um patamar nunca alcançado até à data.

“A aprovação da candidatura reflecte a enorme qualidade do extenso trabalho colectivo que está a ser efectuado em Braga nesta área e é uma notícia que a todos enche de orgulho. Somos uma cidade onde a investigação, a criatividade, a cultura, a juventude e a artes navegam em sentidos convergentes, criando uma rede de conhecimento profunda, onde entidades como as universidades, as unidades de investigação ou o INL têm um enorme papel”, afirma Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

Por seu turno, a responsável da candidatura, Cláudia Leite, lembra que o título de Cidade Criativa na área das Media Arts é fruto de um processo pluridisciplinar que transformou Braga numa cidade onde artes, ciência, tecnologia e comunidade crescem juntas e onde o talento e as ideias encontram um território fértil para o seu crescimento. “A esta chamada para pensarmos o futuro da Cidade e o seu desenvolvimento social e urbano já responderam criadores, pensadores, fazedores e parceiros, É um processo que este título veio validar e que reúne ainda mais condições para ser intensificado no futuro“, garante.
A nomeação de Braga como Cidade Criativa da UNESCO em Media Arts permite que a Cidade partilhe experiências e boas práticas, incentivando parcerias, co-criações e networking com os restantes membros internacionais, assim como colaborando no desenvolvimento de projectos conjuntos.

O título de Cidade Criativa prevê um conjunto de medidas e projectos que serão postos em prática, nomeadamente a criação de um Media Arts Centre, um novo centro criativo de Braga, que será uma plataforma de trabalho para artistas nos diversos campos das artes digitais, investigadores, estudantes, empresas e startups de tecnologia; o Primeiros Bits na escola, um programa de literacia em criação musical colaborativa, design de software, educação musical e inclusão social para todo o tecido educativo local; o programa Digital Heritage, um programa inovador e ambicioso que liga um conjunto de parceiros (museus, gestores de monumentos, investigadores, criadores, professores, agentes de turismo, etc.) em três níveis diferentes: digitalização de arquivos e património, ferramentas de educação patrimonial e storytelling turístico e um ainda um Festival Internacional Braga Media Arts, que será um grande momento anual de celebração, mostra, encontro e debate sobre Media Arts, onde artistas, público e especialistas se encontram, colaboram e partilham experiências.
Serão igualmente criadas plataformas de circulação e partilha de conhecimento entre investigadores e projectos através da atribuição de bolsas e promoção de estadias de curta e longa duração e ainda um programa internacional de intercâmbio para novos ou actuais empreendedores no domínio das artes e tecnologias digitais
Esta iniciativa contou com o apoio e trabalho activo do cluster tecnológico de Braga, reunido num conselho consultivo, constituído por empresas de tecnologia, estúdios de comunicação digital, laboratórios e centros de investigação na área da robótica, jogos, multimédia e media arts e instituições do município e, igualmente, artistas, entidades e associações culturais e instituições do sistema de ensino e representantes de entidades regionais e nacionais numa união de esforços que se prolongará no tempo e em rede.

Share on Facebook36Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Be first to comment