“Braga Barroca” um hino ao património

Este é já o segundo ano em que o Município de Braga recua no tempo e vai até ao reinado de D. João V e transforma a cidade numa verdadeira  ‘Braga Barroca’.

Aos apaixonados pelo património e pela história que os envolve, o certame oferece desde concertos, teatro, performances, visitas guiadas e recriações históricas entre os dias 23 e 27 de Setembro.

LIDIA

Para a vereadora da cultura Lídia Dias este é um “enorme incremento em termos de programação” e é com essa força que o Município e o Pelouro da Cultura tentam, segundo a mesma “o objectivo é evidenciar a parte monumental e patrimonial da Cidade barroca, assim como os usos e costumes daquele período histórico “.

Sendo o património parte do ADN de um país, Miguel Bandeira vereador do Património, sublinhou o facto da ‘Braga Barroca’, à semelhança da ‘Braga Romana’, “fazer da cultura e do património um motivo de identificação da comunidade com a sua cidade”.

O Museu dos Biscainhos está no roteiro desta viagem e, para Isabel Silva, directora do mesmo é importante enfatizar que “o património cultural é, cada vez mais, “um factor de dinamização e sustentação de uma actividade económica que importa salientar”.

Recorde-se que Braga, também considerada “Cidade do Barroco”, é uma das localidades portuguesas com maior índice de obras de arte desta época e que influenciou a sociedade portuguesa durante mais de um século.

antonio durães«Sermão do Bom Ladrão’ marca arranque da programação»

A ‘Braga Barroca’ arranca já esta Quarta-feira, 23 de Setembro. No primeiro dia, o destaque vai para o ‘Sermão do Bom Ladrão’, de Pe. António Vieira, interpretado por António Durães, às 21h30, na Igreja de S. Paulo.

 No dia 24, às 18h00, é apresentado um volume da revista ‘Bracara Augusta’ dedicado ao Bom Jesus. No mesmo dia, às 21h30, a Igreja da Misericórdia acolhe o concerto ‘Estações de Vivaldi’, pela Sinfonieta de Braga e Gian Paolo Peloso, seguido de uma sessão de história local por José Manuel Tedim.

 Na Sexta-feira, 25 de Setembro, às 21h30, na Praça Municipal, realiza-se o sarau barroco ‘A corte de D. João V em Braga’, pelo Conservatório de Música Calouste Gulbenkian.

 CCM (1)

No Sábado, 26 de Setembro, além das visitas guiadas agendadas para vários momentos do dia, o destaque vai para a encenação da entrada triunfal do Arcebispo D. José de Braga início às 17h30, no Arco da Porta Nova. À noite, a Sé de Braga, acolhe o concerto barroco pelo Coro da Casa da Música, sob a direcção do maestro Paul Hillier.

 Pilar

No dia 27, às 18h00, no Museu dos Biscainhos, realiza-se o concerto de cravo por Pilar Montoya, cravista e bailarina que hoje e amanhã orienta um workshop de dança barroca.

 Associado ao intenso e diversificado programa, o Município elaborou um caderno dirigido às escolas intitulado ‘À Descoberta de Braga Barroca’. Esta é a primeira de um conjunto materiais pedagógicos que serão disponibilizados aos estabelecimentos de ensino do Concelho. Na forja está também a edição de um livro alusivo aos monumentos barrocos de Braga.

 No âmbito desta iniciativa, o Município irá colocar na Sexta-feira, 25 de Setembro, um conjunto de 14 placas identificativas dos monumentos barrocos da Cidade.

 Ao longo dos cinco dias do certame, a animação de rua será constante e terá lugar em diferentes espaços do Centro Histórico, dando nota dos usos e costumes daquele período. Aos eventos maiores de toda esta programação estará associada uma mostra de licores e doçaria setecentistas.

barroca 100

 

Toda a programação da ‘Braga Barroca’ pode ser consultada através do link http://goo.gl/8yfc0

 

 

 


Be first to comment