“Azeitonas” : Reserva de 2002

Num palco, a ausência tem efeitos. Acredito que os palcos respiram e que tem uma alma muito particular. As portas que precisam de ser abertas. As cadeiras que precisam de sentir o calor humano. As luzes que precisam de ser ligadas. Num palco, a ausência nunca deveria ser permitida.No palco mais bonito do país, um regresso. O palco respira-os calmamente. As portas fazem-lhe a vénia merecida e as luzes ligam-se devagar para que a sua presença seja demorada.
O Theatro Circo aguardava já há algum tempo pelo regresso. Os “Azeitonas” voltam a brilhar  como se não tivesse passado tempo algum desde a última vez. Como se aquela sala nunca os tivesse deixado sair outrora.

As melodias cruzam-se, misturam-se com histórias de vida. Estávamos à espera deste concerto . Há qualquer coisa de intravenoso, na música desta banda. São pessoas e letras que nos ficam, como se fossem resina. Aquilo que os “Azeitonas” nos dão é que nos acrescentam razões para acreditar que a música portuguesa está para durar. Letra por letra. Nota por nota. Na maior certeza de que se fazem coisas realmente bonitas no nosso país.


Be first to comment