50 anos depois… O triunfo da vontade!

Serei paciente.
Terei essa virtude.
Não desistirei.
Terei a força dos guerreiros.
Suportarei espinhos e espadas. Serei anjo, serei escudo.
Os dias não irei apressar. Tudo ao seu tempo. O instante virá.
Escrito na poesia de um Deus. No coração dos mares. Nos desejos meus.
Nos olhos de um pássaro. Nos sonhos de uma vida.
Desenhado em cada ato e vontade.
Mais íntimo. Mais profundo.
Deixarei os males do passado.
Não me afundarei no futuro. E terei a honra do presente.
braga campeao taca portugal 02
Havia um sonho que estava definido como uma grande vontade. A Taça de Portugal. Um amor antigo. Com 50 anos. Hoje, Braga entardeceu com um brilho diferente. Tão bom, que a vida nos dê coisas destas.
A palavra voltar é hoje a mais importante para os milhares que trazem ao peito um símbolo com tanto carácter e humildade. Braga e as suas gentes voltaram a um lugar que outrora foi tão especial. E depois, regressam com a alma cheia e com as mãos que tremem ao carregar a rainha das taças ao lugar de todos os regressos. A casa.
Para os que hoje não conseguiram conter as lágrimas, o Jamor pintado de vermelho e branco será sempre lindo na sua memória. E a estrada. O caminho até lá. A esperança que foi embrulhada em mais de 300 quilómetros.  Como é inteira. Especial. Imediata essa vontade de gritar que o nosso orgulho vem do norte, das nossas raízes, e chama-se… Sporting Clube de Braga. A nossa raça chegou a um destino. Provou hoje, que a humildade consegue muito. E os sonhos, esses, conseguem tanto!

Por isso, uma vez mais, podemos abrir o livro deste que é o clube do nosso coração, acender a luz do quarto e escrever uma história. É que, de vez em quando, o impossível acontece. Como hoje, no Jamor. Amanhã, o país devia ser uma frase só. Sporting Clube de Braga. Massiva. Ruidosa. Ostensiva. Que se escreva sobre o impossível que afinal  não o foi…


Be first to comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.